Mel

Mel é um composto variado, com propriedades singulares, preparado pelas abelhas operárias através de um processo chamado “trofalaxia” (o ‘beijo’ das abelhas) que transforma os açúcares do néctar coletados nas flores. As abelhas operárias ingerem o néctar, o qual se transforma em mel dentro de bolsas especiais situadas em seu esôfago. Em seguida o mel é expelido, armazenado e amadurecido em compartimentos dentro da colméia.

É o combustível das abelhas de todos os dias e durante todo o ano. Constitui uma reserva de alimentos para a colméia em épocas de escassez de néctar, especialmente durante o inverno, exercendo também o papel de isolante térmico da colméia, assim, o ninho das larvas estará sempre protegido por uma capa de mel.

O mel é também composto por água (cerca de 20%), por minerais (cálcio, cobre, ferro, magnésio, fósforo, potássio, entre outros), por cerca de metade dos aminoácidos existentes, por ácidos orgânicos (ácido cítrico, entre outros) e por vitaminas do complexo B, por vitamina C, D e E. Possui ainda um teor considerável de antioxidantes (flavonóides e fenólicos). O seu ph é de cerca de valores próximos a 3,6, o que corresponde cerca de 20 meq / kg.

O mel é um alimento energético natural capaz de passar rapidamente para a corrente sanguínea, pois a glicose é absorvida com rapidez pelo aparelho digestivo humano. O consumo contínuo de mel pode apresentar um efeito ligeiramente laxante em algumas pessoas, ao passo que outras, por exemplo, podem comer cerca de 500 gramas de mel ao dia sem que apresente qualquer problema. Se o mel é excelente comendo diretamente, às pessoas de estômago debilitado recomenda-se diluí-lo no café, chá ou leite por causa de sua acidez.

Por conta dos seus efeitos antibióticos e cicatrizantes, o mel é um medicamento capaz de curar feridas e úlceras e curar ou aliviar infecções da garganta, incluindo o resto do trato respiratório. Assim como, também é um antisséptico de uso tópico muito melhor do que qualquer outro existente no mercado, devido aos seus excelentes resultados na evolução da cura de feridas e da sua alta capacidade cicatrizante (impede o desenvolvimento de patógenos, podendo, ainda, ter seu poder curativo potencializado pela adição de própolis), porque alimenta as células que estão curando a ferida.

O mel é também utilizado largamente na cosmética (cremes, máscaras de limpeza facial e tónicos) devido às suas qualidades adstringentes e suavizantes.

Fonte: www.apitox.eu

Clique aqui para voltar

             • Lageado – São Paulo – SP - Contato: (11) 2961.8942 | 7614.5491

• Vila Formosa – São Paulo – SP - Contato: (11) 8169.5717
Abelha Saúde - © Todos os direitos Reservados
Site desenvolvido por